A cidade maravilhosa agora tem um novo cartão postal: A foto de um policiar militar queimado vivo.

Qual a semelhança entre uma foto dos estádios de futebol brasileiros de 2014, das mega-construções das olimpíadas e a de um policial carioca queimado vivo por traficantes no Rio de Janeiro?

Vivemos num mundo áudio-visual em tempo real.

Filmagens das centenas de vítimas de terremotos no Tibet chocam menos do que a de um policial carioca queimado vivo por traficantes no Rio de Janeiro em outubro de 2015.

O Brasil medieval atual revela a situação em que chegou o ser humano em busca da felicidade a qualquer preço.

Ter um carro, uma TV de última geração passou a ser mais importante do que ter o filho estudando em uma escola moderna com professores bem qualificados.

Ter carne bovina na mesa todo dia passou a ser mais importânte do que questionar a quantidade de hormônios e venenos injetados diariamente nos rebanhos que pastam hoje onde existiam florestas tropicais luxuriantes.

As favelas brasileiras e as águas podres da Bahia da Guanabara no Rio de Janeiro, onde velejadores irão competir nas olimpíadas são cartões postais reais da situação de desprezo das autoridades ou melhor, daqueles que conseguiram se apoderar das chaves dos cofres do dinheiro público.

A impressão que se tem é que a maioria do povo brasileiro está viciada em carne bovina a tal ponto que a tal da Bolsa família é uma espécie de cheque dado pelo governo para aumentar o consumo de picanha, cerveja e futebol nos finais de semana.

Milhões de cabeças de gado bovino são abatidas diariamente para alimentar esse vício promovido pelos políticos e seus bons amigos empresários.

Milhões de litros de cerveja são consumidos diariamente para saciar a sede de prazer da massa, pouco importando se o Brasil é o campeão mundial de consumo de agrotóxicos e transgênicos.

O atual governo destinou mais de 20 bilhões do dinheiro público para financiar a construção de frigoríficos na região amazônica onde hoje pasta o maior rebalho de bovinos do mundo.

Pastos tomaram o lugar de florestas tropicais da Amazônia.

80% dos congressistas brasileiros estão ligados direta ou indiretamente ao agronegócio.

160 brasileiros morrem diariamente de forma violenta.

A foto do policial carioca queimado vivo com certeza ficará na mente de muitos brasileiros por muito tempo.

Onde está a comunidade internacional? Onde estão os ambientalistas? Onde está a indiginação?

Mas uma coisa podem ter certeza: no fim de semana não irão faltar na mesa dos brasileiros o churrasco, a cerveja e na televisão um jogo de futebol.

Tristes Trópicos…

Anúncios

Sobre danieldolivier

musician, composer, saxofonist, guitarrist, teacher of Musyoga (www.musyoga.com.br) producer, ambientalist, writer.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s